CHOZUBACHI e TSUKUBAI - FONTE


elementos do jardim japonês: tsukubai

É fácil as pessoas confundirem Chozubachi e Tsukubai. Isso ocorre inclusive entre os japoneses, e é muito comum ambos serem chamados apenas de Tsukubai. De fato, a função dos dois é a mesma, sendo que eles podem ser diferenciados pela sua altura. 
elementos do jardim japonês: tsukubai
chozubachi
CHOZUBACHI costumam ser mais altos, e os TSUKUBAI ( que vem do verbo TSUKUBARU e se refere ao ato de se abaixar) são baixos, exigem que o visitante se curve para alcançar a água. O fato de abaixar sugere um ato de reverência e humildade para entrar em território sagrado.
Comumente relacionados aos Jardins de Cerimônia do Chá, na verdade, essa bacia com água faz parte de vários tipos de Jardins Japoneses, e também é muito utilizado em pequenos espaços das  residências. 
elementos do jardim japonês: tsukubai; jardim japones
tsukubai
Nos Jardins, o Chozubachi/Tsukubai costuma estar localizado perto do portão de entrada ou em frente a construção do templo, santuário ou pavilhão do chá, convidando os visitantes a entrar e a se refrescar. Essas bacias, geralmente feitas de pedra,  contam com uma espécie de concha/panela de bambu para que os visitantes  possam se  purificar antes de iniciar qualquer atividade nas dependências do Jardim.
O ritual do Chozubachi/ Tsukubai é feito da seguinte maneira: o visitante enche uma concha de água e jorra a metade em uma das mãos, com a outra metade lava a outra mão. Com as duas mãos já limpas, enche-se mais uma vez a concha, e molha-se os olhos, a testa, e enxagua-se a boca. Não se deve desperdiçar a água nesse ritual, como um sinal de respeito às águas, a origem da vida.

Um dos modelos mais tradicionais de tsukubai tem em sua superfície alguns kanjis entalhados.Os kanjis escritos na superfície da pedra não tem significados quando lido sozinhos. Mas combinados com a abertura central 口 (Kuchi/boca), eles mudam sua leitura para 吾, 唯, 足, 知. que podem ser lidos como “ware, tada taru (wo) shiru” que significa “Eu só sei (o que é) o suficiente” (吾 = louça = I, 唯 = tada = apenas, somente, 足 = taru = ser suficiente, bastar, valer a pena, merecer, 知 = shiru = sei). O significado da frase esculpida no topo da tsukubai é simplesmente  “o que se tem é tudo que se precisa” e destina-se a reforçar os ensinamentos básicos anti-materialistas do budismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário, sugestões e correções: deixe seu recado aqui.