JARDINS ZEN - KARESANSUI



estilos de jardim japonês: jardim zen; jardim japones
 Ryoan-ji/ kyoto Japão
Um dos estilos mais notáveis de Jardim Japonês é  o Karensansui (literalmente água seca da montanha) ou Jardim Zen, como ficou conhecido no ocidente. O Karesansui é uma campo raso  contendo basicamente areia, cascalho,  e pedras e capta apenas a essência da Natureza, e não sua aparência real . Além do musgo, a vegetação é pouco utilizada (e às vezes, inexistentes) nesse tipo de Jardim.
A areia do chão é varrida, representando o fluir das ondas, e as pedras dispostas de forma que remetam a montanhas. Esse tipo de jardim, normalmente possui uma extensão pequena, e não são construídos para passeio, mas sim para serem admirados a partir de um lugar específico.
Os Jardins Zen  foram criados provavelmente no Período Heian (784- 1185 dC) , e há relatos sobre sua existência descritas no Sakuteiki, que descreve  como devem as pedras  devem ser posicionadas.
Além de elementos naturais como rochas, madeiras e areia, alguns poucos elementos artificiais de arquitetura como pontes e lanternas podem ser adicionados.  O intuito é criar uma atmosfera natural, um ambiente  calmo para induzir o visitante à meditação. Seu verdadeiro significado está na imaginação do espectador e interpretação da paisagem  através do seu simbolismo abstrato. 
O conceito minimalista do Karensansui reflete o modo de vida  japonês em relação a arte: beleza e espaços mais do que vistas, devem ser sentidas! Cada pedra, planta, madeira, ou desenhos na areia tem um significado e representação em sua colocação.
As pedras são os principais elementos do design no jardim Zen, talvez pela  idéia de eternidade, tão almejada pelo homem,  que elas transmitem.
As formas de pedras naturais foram divididos em cinco categorias representando os elementos madeira, fogo, terra, metal e água.
Um dos mais famosos Jardins zen do mundo  é Ryoan-ji , em Kyoto. Este jardim de 9 metros de largura e 24 metros de comprimento é composto de areia branca e quinze pedras cuidadosamente dispostas, como se fossem pequenas ilhas. Existem muitas teorias sobre o que as rochas representam, mas talvez a melhor resposta seja a do historiador Gunter Nitschke: "O jardim Ryoan-ji não simboliza. Não tem o valor de representar qualquer beleza natural que pode ser encontrada no mundo, real ou mítico. Eu considero ele como uma composição abstrata da "natureza" de objetos no espaço, uma composição cuja função é a de incitar a mediação ".

estilo de jardim japonês
desenhos usados para representar o Mar no Karensansui - Jardim Zen: mar calmo, ondas suaves ou ondas violentas
Curiosidades:
Estudos feitos por uma cientista visual americana da Universidade de Rutgers, Ilona Kovacs, demonstraram que o cérebro humano usa linhas simétricas para entender e dar sentido às formas. Posteriormente, os cientistas Gert van Tonder, da Universidade de Kyoto, e Michael J. Lyon, cientista sênior da ATR de Kyoto, estudaram muito a estrutura deste jardim japonês e chegaram à conclusão que o efeito calmante do ambiente vem das características estruturais ocultas nos espaço entre pedras.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário, sugestões e correções: deixe seu recado aqui.